quinta-feira, 14 de janeiro de 2010

toda forma de amor

Meu pai, cuja pessoa eu dizia ser insensível essa noite eu percebi sua percepção incrível,ou eu não sou muito convincente quando eu minto,só sei que ele me conhece como ninguem.
Já sabe o que eu quero dizer com as minhas palavras,já sabe o que eu quero dizer com o meu silêncio.
Ele me olha observando todas as simetrias e todos os detalhes da minha irís enchergando toda a minha verdade.Ele é sensivel ate demais.
Meu pai, super e sempre protetor e compreensivel e eu nunca imaginei que um dia fosse dizer isso, ele é igual a águia que enxerga tudo de cima e não deixa nada acontecer com o seu ninho.
Se eu tivesse a coragem de dizer algo pro meu pai,eu agradeceria todas os momentos que ele me deixou com a minha paz e respeitou o meu silêncio,todas ás vezes que passou a madrugada acordado pra cuidar da minha febre,todas ás vezes que ele não me deixou sair de casa,agradeceria  todos os castigos que eu já tive, todas os puchões de orelha que eu já levei,agradeceria todos os desafios que ele me impós,todas as vezes que ele me levou para pescar,por ter me ensinado a pescar,por todas as vezes que entrou no meu quarto para conversar, por todos os sermões intermináveis,por toda as chamadas de atenção em público,por todas as vezes que ele me olhou desconfiado,por todas ás vezes que ele foi me buscar nos lugares, por sempre ter me esperado acordado,agradeceria todos os lanches que ele já me fez,e todo dinheiro que ele já me deu.
Um dia ainda vou pedir desculpas por todas as fotos que eu rasguei,por todas as vezes que eu fui malcriada ,por todas ás vezes que eu desejei não ter mais pai,por todas ás vezes que eu o chinguei em silêncio,por todas ás vezes que eu não dexei ele em paz, por todas as noites que eu não deixei ele dormir,por todas ás vezes que eu fiz ele esperar, por todas ás vezes que eu o deixei sozinho, por todas as vezes que neguei um convite,por todas ás vezes que fui ingrata,por todas as coisas que eu não devia ter feito.
O meu amor pelo meu pai,é muito maior do que eu imaginava,e eu so fui perceber essa madrugada.

Se eu tivesse que dizer algo pra ele,eu agradeceria pelas poucas vezes que ele me beijou na testa e disse que me amava,porque no fundo eu  sempre soube que seu amor esta nos gestos e não nas palavras.


Sobre hoje: considere toda forma de amor.

Um comentário:

Segredos de Liquidificador disse...

Que lindo!,pois é nossos pais são nossos verdadeiros amigos! lindo aqui!
beijos Lívia!