terça-feira, 26 de janeiro de 2010

No ato.

Eu prefiro ser pega de surpresa, Dessa forma eu não tenho tempo de me preocupar,de pensar em como agir, de ensaiar conversas,de com o que me vestir.
Eu prefiro atos inesperados,que me façam agir sem máscaras, falar o que eu penso, errar como eu erro,gaguejar como eu gaguejo.
Eu prefiro esses atitudes que voce toma que me fazem ser como eu sou , cheirar como eu cheiro,deixar o meu cabelo preso em coque e minha unha com o esmalte descascando.
E depois de sempre me encontar no meio do caminho,foi o meu dia mais feliz quando nasceu em voce a minha necessidade,e eu não senti necessidade de parecer ser outra pessoa a não ser eu mesma.


Se voce não tivesse aparecido do nada ....

Um comentário:

Hosana Lemos disse...

eu gosto de fazer coisas inesperadas, quanto a receber essas ações tenho um tanto de medo, receio e traumas, sabe?! ...